AL-Noticias

Esportes

Volei: Bernardinho diz que pedido de Giba para voltar foi só ‘uma brincadeira’

Publicado em:    17 jul 2013 às 7:37,         Última atualização em: julho 17, 2013 às 12:08

Treinador da seleção brasileira de vôlei afirma que foi mal-interpretado na coletiva de imprensa após vitória sobre os EUA, no Rio de Janeiro

Um pedido, misturado a doses de saudade e brincadeira. Após a vitória contra os Estados Unidos no último sábado, em meio à coletiva de imprensa, Bernardinho citou uma conversa com Giba sobre um possível retorno à seleção. O treinador, porém, explica que foi mal-interpretado. Antes da estreia na fase final da Liga Mundial, nesta quarta, contra a Rússia, o técnico afirma que o ex-capitão apenas brincou ao pedir para voltar. O SporTV transmite a partida ao vivo, às 17h30m (horário de Brasília), e o GLOBOESPORTE.COM acompanha tudo em Tempo Real.

– Não foi o que eu disse. As pessoas pegam e repercutem a história. Na coletiva, o treinador americano falou de jogadores mais velhos, se deviam voltar à seleção ou não. Depois, eu citei Giba. Todos os jogadores veteranos adorariam voltar. Eles viveram a seleção. Acho que o Nalbert, que agora é comentarista, também adoraria. Mas não dá mais. Giba brincou. Disse: “Patrão, estou aí”. Mas chega uma hora que não dá mais. Giba não me procurou e disse: “Pelo amor de Deus, deixa eu voltar”. Eu não disse isso. Mas foi o que colocaram na manchete. Giba me procurou depois e eu expliquei que apenas tinha comentado uma brincadeira que ele tinha feito, dando sequência ao que o treinador americano disse – afirmou o treinador.

Após a vitória contra os Estados Unidos, no último sábado, Bernardinho teria dado a entender que Giba pedira para voltar à seleção. O treinador, porém, afirmou que o ex-capitão já não tinha condições de iniciar um novo ciclo olímpico.

– Talvez a gente tenha pecado um pouquinho nas últimas Olimpíadas na questão física. Os jogadores ainda querem, mas o corpo já não responde. Encontrei Giba outro dia depois de muito tempo e ele falou que queria voltar. A gente sabe do seu potencial e que a vontade dele é a maior possível, mas não dá mais, não vai conseguir. Fisicamente, ele não é sobre-humano. É um cara fantástico, um ponto fora da curva, mas chega uma hora que não dá mais – afirmou.

O PORTAL AL-Notícias e seus colaboradores não emitem nenhum comentário para não expressar opinião. Sendo assim comentários emitidos aqui são de inteira responsabilidade de seus autores atendendo assim a nossa Política de Privacidade. É expressamente proibida a emissão de comentários cujo teor contenha palavras de baixo calão que desrespeita a ética moral, a lei e os bons costumes da sociedade. O PORTAL tem autonomia para moderar e repudiar, sem prévio aviso, comentários postados que firam critérios contidos neste aviso.

Não há comentários Vou comentar!

Ainda não há comentários.

Deixe seu comentário