AL-Noticias

Noticias

Previsto para ser lançado no final de 2018, o curta-metragem irá tratar de detalhes sobre a vida dos músicos deodorenses ao longo de sua trajetória, tendo como cenário os principais pontos turísticos e históricos da cidade

Publicado em:    19 out 2017 às 17:03,    Texto de Sthefane Ferreira (estagiária)     Última atualização em: outubro 19, 2017 às 17:03

O documentário ‘Faz Sol Lá Sim’, produzido pela Globo Filmes, vai abordar uma das maiores potencialidades da cultura deodorense: a música. Além de contar a história das filarmônicas e de grandes nomes da cultura local, o curta-metragem irá mostrar a forma como a música é passada pelas gerações, e o que levou essa tradição a sobreviver tantos anos.

Tendo seu nome referenciando as notas musicais e o aspecto climático da cidade, o documentário vai retratar os detalhes sobre a vida dos músicos ao longo de sua trajetória, tendo como cenário os principais pontos turísticos e históricos de Marechal Deodoro. Também será mostrado a música como sendo uma das principais e mais antigas profissões dos deodorenses.

No total, mais de 500 pessoas terão suas vivências atreladas ao filme, entre elas, componentes das cinco filarmônicas da cidade, músicos, maestros, professores e toda a população que de alguma forma tem um envolvimento com a música e cultura municipal.

O filme vai revelar as histórias emocionantes de personagens importantes da região, como Nelson da Rabeca e sua mulher Benedita, Seu Zezinho do Sax, Cícero do Pífano, Manoel da Hora, entre outros nomes. Além disso, irá acompanhar os movimentos jovens, que encontraram na música uma fonte de renda, à exemplo dos músicos Elizaubo Wandembergue, que também trabalha como bombeiro militar, do barbeiro Henrique e do vendedor de amendoim Josias, retratando como eles conciliam a vida pessoal e a música.

Grande parte do documentário será gravado somente no Centro Histórico, uma outra parte das gravações serão divididas entre a Praia do Francês e outros pontos turísticos da cidade. Esse filme, será internacional, podendo concorrer nos festivais internacionais. O curta metragem, irá emocionar muito todos os deodorenses”, disse Claufe Rodrigues, diretor e roteirista do documentário.

Para o deodorense Eronaldo Silva, que é professor de música há 27 anos, ter Marechal Deodoro como cenário de um documentário é algo único e que vai engrandecer ainda mais o município. “Ver Marechal Deodoro como sede de um filme é gratificante, será algo muito importante para o marco da nossa cidade”, afirmou.

O projeto está associado à Produtora Chaplin Soluções Audiovisuais, e foi selecionado para receber patrocínio cedido por uma parceria entre a Globo Filmes e a Globo News. Além disso, o filme conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Marechal Deodoro e o Governo do Estado de Alagoas.

As gravações começaram no dia 11/10 e vai até 22/10, tendo estreia prevista para o final de 2018.

Ficha Técnica

Direção e Roteiro: Claufe Rodrigues
Direção de Fotografia: Kaê Rodrigues
Produção Executiva: Marcela Baptista, Mariana Secron
Pesquisa e Coordenação de Conteúdo: Monica Montone
Assistente de Direção: Roberta S. Saboya
Som Direto: Marcelo Vicente
Coprodução: Globo Filmes, GloboNews
Produção: Mariana Secron, Chaplin Filmes

O PORTAL AL-Notícias e seus colaboradores não emitem nenhum comentário para não expressar opinião. Sendo assim comentários emitidos aqui são de inteira responsabilidade de seus autores atendendo assim a nossa Política de Privacidade. É expressamente proibida a emissão de comentários cujo teor contenha palavras de baixo calão que desrespeita a ética moral, a lei e os bons costumes da sociedade. O PORTAL tem autonomia para moderar e repudiar, sem prévio aviso, comentários postados que firam critérios contidos neste aviso.

Não há comentários Vou comentar!

Ainda não há comentários.

Deixe seu comentário