Biometria? Afinal de contas o quê é isso? Conheça e aprenda sobre
Conteúdo publicado por Divulgação em: 12/07/2012 às 12:03h.
Compartilhe com mais pessoas

Por Redação

Nesse ano os eleitores irão ter uma novidade para a votação em prefeito e vereador, é votação biométrica. Mas afinal de contas o que é, e como será aplicada essa técnica inovadora para as nossas eleições por nome de biometria?

A palavra biometria vem do grego: bios (vida) metron (medida). Designa um método automático de reconhecimento individual baseado em medidas biológicas (anatômicas e fisiológicas) e características comportamentais. Com essa ferramenta biométrica proporcionou aos sistemas de segurança ampla e total confiabilidade. Isso que dizer que as ações de fraudes podem até acontecer, mas com um nível muito alto de dificuldade no sucesso da ação de contraventores.

As biometrias mais comumente implementadas ou estudadas incluem as impressões digitais, reconhecimento de face, íris, assinatura e até a geometria das mãos. Muitas outras modalidades estão em diferentes estágios de desenvolvimento e estudos.

As impressões digitais, por exemplo, vêm sendo usadas por mais de um século, enquanto a íris é objeto de estudo há pouco mais de uma década. Não existe ainda uma modalidade biométrica que se aplique em todas as situações.

[singlepic id=6525 w=320 h=240 float=left]Para o uso de biometria nas eleições o TSE teve que fazer um amplo e apurado estudo de causa para não haver surpresas na aplicação da nova forma de votação. Isso não vai isentar por total o uso das urnas eletrônicas, que já tem um longo histórico de aceitação, assim como não foi descartado o uso de cédulas de votação, antigo método de se votar. Todo sistema biométrico é preparado para reconhecer, verificar ou identificar uma pessoa que foi previamente cadastrada.

Nessa eleição que fez o cadastro biométrico pode ficar seguro que a urna só irá aceitar o seu voto se realmente você for a pessoa, não há como qualquer pessoa ativar em seu lugar.

Na biometria, o procedimento de verificação ocorre quando o sistema confirma uma possível identidade comparando apenas parte da informação com o todo disponível. Já o processo de identificação confirma a identidade de um indivíduo, comparando o dado fornecido com todo o banco de dados registrado.

A biometria é usada em inúmeros lugares para melhorar a segurança ou conveniência dos cidadãos. No Brasil, a emissão de passaporte, de carteiras de identidade e o cadastro das Polícias Civil e Federal contam com sistemas biométricos.

Assista ao vídeo abaixo.