COREN-AL, ABEn-AL e ABENFO formam grupo técnico sobre saúde da mulher
Conteúdo publicado por Divulgação em: 17/09/2012 às 22:02h.
Compartilhe com mais pessoas

COREN-AL, ABEn-AL e ABENFO formam grupo técnico sobre saúde da mulher

Assessoria

O Conselho Regional de Enfermagem de Alagoas (COREN-AL), a Associação Brasileira de Enfermagem – Seção Alagoas e a Associação Brasileira de Obstetrizes e Enfermeiros Obstetras (ABENFO) estiveram reunidos na sede do COREN-AL para discutir a mortalidade materno-infantil e a saúde da mulher. Como resultado do encontro, foi formado um grupo técnico de saúde da mulher, para que as instituições possam ampliar os debates e fortalecer estratégias para melhorar a assistência da mulher e reduzir a mortalidade de mães e seus recém-nascidos.

O Professor Doutor Valdecyr Herdy Alves, Presidente da ABENFO e do Grupo de Trabalho de Obstetrícia do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), está visitando os estados brasileiros para discutir o tema e implantar grupos técnicos, junto com as entidades representativas da Enfermagem para debater a saúde da mulher. Em Alagoas, o COREN-AL e a ABEn-AL abraçaram a proposta e se engajaram na formação do GT, que terá cinco membros, seguindo o padrão de todos os CORENs: um conselheiro do COREN-AL, um representante da ABEN-AL, um representante do Sindicato dos Enfermeiros (SINEAL ), a presidente da ABENFO em Alagoas e mais um profissional ligado à área.

Para a presidente do COREN-AL, Lúcia Leite, a reunião aconteceu em boa hora. “Foi uma ótima reunião, num momento importante. Pudemos discutir as diretrizes para formação de um grupo de trabalho sobre a saúde da mulher, vinculado ao COREN-AL, e com a participação das entidades de classe”, afirma. “É um grupo necessário, pois, além de ajudar a criar condições e oportunidades para o pré-natal humanizado a gestantes e parturientes, vai abrir o campo de trabalhão para enfermeiros obstetras aqui em Alagoas”, explicou.

Para a professora doutora Regina santos, presidente da ABEn-AL, Alagoas precisava de um grupo como este. “Aqui em Alagoas a formação desse grupo é especial porque nossos índices são catastróficos, então é importante que ele se firme e possa desenvolver um trabalho de fortalecimento dos enfermeiros obstetras”, avalia. “Um dos objetivos da criação do GT é fortalecer os enfermeiros obstetras, que ainda têm muita dificuldade de atuação. O outro objetivo é fortalecer as mulheres, que vêm de marcas muito profundas de maus tratos, de longas caminhadas por maternidades, parindo em lugares inadequados, sem direto de escolha ou atenção”, explica Regina.

O presidente da ABENFO-Nacional, Valdecyr Herdy Alves, parabenizou o engajamento do COREN-AL com o tema. “Eu quero parabenizar o COREN-AL pelo compromisso com a questão da saúde da mulher, em especial com o parto e nascimento. O COREN-AL é um órgão que está trazendo uma contribuição efetiva para a população e os profissionais de Enfermagem deste grande estado”, elogiou. Para o presidente, a reunião teve saldo positivo. “A reunião de hoje foi grandiosa, construímos um grupo técnico de saúde da mulher, articulado entre ABENFO, ABEn, COREN-AL, Sindicatos, no sentido de que vamos avançar nessa discussão e na redução da mortalidade materno e neo-natal”, resumiu.

————————-
Diogo Braz
Assessoria de Comunicação
Conselho Regional de Enfermagem de Alagoas (COREN-AL)