Diferença entre meninos e meninas
Conteúdo publicado por Divulgação em: 07/07/2013 às 11:12h.
Compartilhe com mais pessoas

Com Cris Laranjeira

[singlepic id=13377 w=320 h=240 mode=watermark float=left]As crianças começam a ter algum tipo de percepção pessoal como menino ou menina depois do primeiro ano de vida. Porém, é na fase entre 2 aos 6 anos que se identificam com outras crianças do mesmo sexo e demonstram comportamentos mais característicos masculinos ou femininos.

As diferenças entre meninos e meninas não estão apenas na parte física, a ciência já descobriu que:

– Meninos apresentam níveis mais elevados de testosterona, o que estimula neles um comportamento mais agressivo do que as meninas;

– Meninas controlam suas emoções mais que meninos. Eles choram mais quando estão tristes, enquanto elas dão preferência a chupar o dedo;

– Durante as conversas, as filhas ficam mais tempo olhando para os pais do que os meninos. Aos 4 meses, elas reconhecem mais rostos que eles;

– Meninas estão mais preparadas para construir relacionamentos e interpretar suas emoções;

– Meninos comunicam – se por palavras em 60% do tempo. Os 40% restantes são completados por barulhos feitos com a boca, reproduzindo ruídos de socos, carros, motos, aviões. Meninas praticamente só usam palavras e raramente imitam motores.

Estas diferenças comportamentais, segundo os especialistas estão relacionadas aos papéis sexuais (conjunto das condutas esperadas e exigidas do indivíduo, de acordo com o seu gênero) que se formam e solidificam dependendo das influências culturais e da educação que cada indivíduo tem.

Pais e mães não devem reforçar preconceitos ao lidar com as diferenças que existem entre meninos e meninas durante o seu crescimento. Segundo resultados obtidos em recente estudo, especialmente o pai, costuma estimular os filhos a brincarem com brinquedos específicos para cada sexo e ficam angustiados ao perceber interesse de seus filhos por brinquedos do “sexo oposto”.

E por que os pais se preocupam tanto quando uma menina quer brincar de bola ou o menino quer pentear uma boneca? Porque estão reproduzindo um raciocínio preconceituoso, segundo o qual a exposição do menino ou da menina ao campo de interesses do sexo oposto pode influenciar a maneira como a criança irá manifestar a sexualidade no futuro, o que não é verídico.

Estimule em seus filhos interesses variados, mesmo aqueles formalmente considerados apenas para menino ou só para menina. Não há nada de errado em meninos que gostam de dançar ou em meninas que amam futebol.

Dar aos filhos a oportunidade de descobrir quem verdadeiramente são é o maior presente que os pais podem oferecer.