Fidelidade Partidária funciona! Partido afasta vereador recém-eleito na capital
Conteúdo publicado por Divulgação em: 23/10/2012 às 8:17h.
Compartilhe com mais pessoas

Menos de duas semanas depois de ter sido eleito como o segundo vereador mais votado do PSOL, com 3.265 votos, o professor universitário Guilherme Soares assistiu, neste fim de semana, seu mandato sofrer mais um golpe desferido pelos próprios companheiros de partido. Investigado por suspeita de compra de votos, o vereador eleito foi afastado de sua legenda por decisão do Diretório Municipal do PSOL. Ele nega ter comprado votos.

Guilherme Soares também deverá responder a processo ético sobre as denúncias de que tem sido alvo desde as últimas semanas da campanha eleitoral. Mas não dará satisfações ao PSOL de Maceió ou de Alagoas. Seu “processo de expulsão” será julgado pela Comissão de Ética do Diretório Nacional do PSOL, segundo informação divulgada no perfil do presidente estadual do partido, Mário Agra, no Facebook, postada na madrugada de sábado (20).

Sem maiores explicações sobre o quórum e a votação do Diretório Municipal do PSOL que afastou Guilherme Soares, o texto postado no perfil de Agra trazia ainda a informação de que o filiado Edlucio Donato também foi afastado, por “infidelidade partidária, omissão e má-fé”.

 

Fonte:GazetaWeb