Jatobá visita Mercado Público e consegue adesão de comerciantes
Conteúdo publicado por Divulgação em: 30/09/2012 às 6:30h.
Compartilhe com mais pessoas

Por Assessoria

O senhor não está me reconhecendo, mas, eu nunca vou esquecer aquele gesto do senhor que aconteceu em 1991…”

[singlepic id=9412 w=320 h=240 float=left]Na manhã de sábado (29) o compromisso do candidato a prefeito Nivaldo Jatobá e vice Walminho Tenório, foi no mercado público de São Miguel dos Campos,  onde visitou lojas, bancas e tarimbas, quando recebeu apoio e reclamações. Democraticamente também apertou a mão de eleitores que não votam com ele. Acompanhado das lideranças do mercado, a exemplo de Zé Galinha e Fernando do Mercado, os candidatos ouviram o clamar dos comerciantes locais.

Após o a visita Nivaldo Jatobá, achou o encontro com os comerciantes do mercado público muito bom. “Deu para fazer uma avaliação daqueles trabalhadores que movimento o desenvolvimento do município. Recebi vários pedidos e também reclamações, mas, garanti a eles que estou voltando com força, para consertar o que está errado. Foi muito bom esse corpo a corpo que realizado no mercado. Eu e Walminho, estamos muito satisfeitos do que ouvimos”, disse Nivaldo Jatobá.

Na área externa do mercado, Nivaldo Jatobá, recebeu uma surpresa. Na loja Opção Modas, lá estava à proprietária Maria das Graças que recebeu Jatobá de braços abertos.  “O senhor não está me reconhecendo, mas, eu nunca vou esquecer aquele gesto do senhor que aconteceu em 1991, quando minha família aqui chegou. Estava para ser realizado um show artístico aqui na cidade e minha filha estava querendo ir, só que tomamos conhecimento que o senhor estava distribuindo ingresso. Mandei ela pedir um ingresso ao senhor e o senhor mandou cinco. Nunca esqueço, por isso, sempre voto no senhor e nesta eleição sou 15 de novo e me dê um abraço”, disse Maria das Graças, que foi abraçada por Jatobá.

Josefa Firmino da Silva vende verduras na área interna do mercado e foi outra que declarou seu voto a Nivaldo Jatobá. “Estamos numa democracia né? A gente vota em quem dá vontade, por isso eu estou com seu Nivaldo, disse a comerciante.

 [nggallery id=878]