Médicos Cubanos
Conteúdo publicado por Divulgação em: 31/08/2013 às 10:06h.
Compartilhe com mais pessoas

[singlepic id=14371 w=420 h=340 float=right]Tenho visto nestes dias e principalmente no último, múltiplas postagens sobre a vinda de médicos cubanos e sinceramente, sempre tendenciosas, defendendo o que as pessoas pensam ser certo, mas com parco embasamento em uma reflexão imparcial. De um lado os médicos brasileiros tentam desmerecer os que aqui chegam como se eles fossem culpados da forma como estão sendo trazidos e de outros brasileiros esperançosos do milagre prometido passaram a apresentar os médicos brasileiros como responsáveis pelo caos da saúde como a vemos hoje. É preciso muita calma e ponderação dos dois lados, pois se o futuro nos dirá o que era o mais certo, até lá muito pode acontecer entre a alegria desmedida do acerto e a tristeza do erro onde quem paga com as lagrimas sempre é o pobre e principalmente o pobre nordestino. Apresentam-se fatos tendenciosos generalizando os erros e os acertos, neste momento de santos e demônios se confrontam na mídia em busca de uma “verdade” encoberta e a população para diante das informações sem saber em quem acreditar. Vejo pessoas cobrando sacerdócio aos médicos em um tempo onde o capitalismo atingiu a consciência dos revolucionários e todos se entregam as necessidades materiais e de verdade todos vivem suas culpas da boa e da má formação técnica e ética. Por outro lado vejo que muitos que deixaram cuba o fizeram na necessidade de respirar um ar de liberdade que a ilha de Fidel longe de ser a paisagem celestial que se pretende mostrar, é muito mais uma paisagem umbralina onde as chaves de chancela do passaporte de saída são guardadas pela imposição da consciência e dos sentimentos familiares. De um lado falam que estes médicos serão péssimos profissionais, de outro que estes médicos serão a redenção da saúde, eu pergunto antes de médicos são pessoas humanas? Como trabalharão onde ficarão e suas famílias? são todos solteiros sem filhos? se não onde estão? Será verdade que se comportarão como escravos e não podem sequer falar pois suas famílias estão sob poder de cuba? se não porque não trazer elas para o Brasil para viver e morar enquanto aqui estiverem? Existem muitas explicações a serem dadas, e o povo as quer, não invenções que enganam a massa necessitada que sobrevive as custas do governo, mas verdades sinceras para as pessoas que querem a liberdade de pensar e pagam caro em seus impostos, diga-se de passagem muito mal utilizados. Vamos focar no que nosso povo precisa, defender suas necessidades e julgar menos, para podermos fazer mais em beneficio do outro.