Prefeitura inicia recuperação de área desocupada por famílias às margens do Rio Jequiá
Conteúdo publicado por Divulgação em: 14/05/2015 às 21:38h.
Compartilhe com mais pessoas

ASCOM – Prefeitura Jequiá da Praia (Izabelle Targino – Jornalista)

Replantio do manguezal acontecerá durante a semana do Meio Ambiente, em Junho

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, em parceria com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), deu início à recuperação da área de preservação permanente, às margens do Rio Jequiá, desocupada pelas famílias beneficiadas com casas em um residencial.

A primeira parte do trabalho teve início logo após a saída das famílias da área, quando servidores da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras realizaram a retirada dos barracos, escombros e sedimentos deixados após o trágico acidente, ocorrido em março deste ano.

Após a limpeza da área, as equipes iniciaram a preparação do solo para a recuperação e replantio do manguezal típico da região.

De acordo com a secretária municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Luana Spotorno, este trabalho está sendo feito com a orientação de técnicos da Semarh.

Estamos na fase de retirada do aterramento, que foi feito na época da montagem das barracas. Então, os técnicos estiveram em Jequiá para explicar a maneira corretar de fazer essa retirada, um processo muito importante de preparação da terra para a recuperação da área, que é de preservação ambiental“, explicou.

O prefeito Marcelo Beltrão está acompanhando o trabalho e destaca a parceria do ICMBio e da Semarh. “Jequiá da Praia é um município cercado por natureza e áreas de preservação permanente. Nós já tínhamos o projeto de recuperar a área e somente agora está sendo possível realiza-lo. A parceria com o ICMBio e a Semarh é muito importante, principalmente para que o procedimento seja feito da maneira correta”, disse o prefeito.

O manguezal será replantado durante as atividades da Semana do Meio Ambiente, em junho, quando encerra a fase de preparação da área.