Presidente da Fifa faz apelo para Premier League liberar atletas
Conteúdo publicado por Divulgação em: 25/08/2021 às 19:23h.
Compartilhe com mais pessoas

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, se manifestou nesta quarta-feira (25) sobre a decisão da Premier League, responsável pelo Campeonato Inglês, e da La Liga, organizadora do Campeonato Espanhol, de não liberar os jogadores convocados para as próximas partidas das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022.

Segundo Infantino, a liberação dos jogadores é uma questão de “grande urgência e importância”. O presidente pediu solidariedade aos responsáveis. “Sou grato pelo apoio e cooperação de muitas partes interessadas no jogo durante este período desafiador. Estou pedindo uma demonstração de solidariedade de cada associação membro, cada liga e cada clube, para fazer o que é certo e justo para o jogo global”, disse em nota oficial.

“Muitos dos melhores jogadores do mundo competem em ligas na Inglaterra e na Espanha, e acreditamos que esses países também dividem a responsabilidade de preservar e proteger a integridade esportiva das competições em todo o mundo”, declarou Infantino.

A decisão das entidades afeta 60 jogadores do Campeonato Inglês e 25 sul-americanos que atuam na Espanha. A Premier League alega a necessidade dos atletas passarem por uma quarentena de 10 dias no retorno à Inglaterra. Ela afirma que o período não é ideal para o “bem-estar e a forma física dos jogadores serão significativamente afetados”.

Ainda por meio do comunicado, Infantino pediu ajuda para o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson. “Representar o seu país nas eliminatórias para a Copa do Mundo é uma das maiores honras de um jogador profissional. Sugeri que seja implementada uma abordagem similar à adotada pelo governo britânico na fase final da Eurocopa-2020”, afirmou.

“Antes nós mostramos solidariedade e unidade para lutar contra a Covid-19. Agora faço um apelo a todos para garantir a liberação dos jogadores internacionais para os próximos compromissos pelas eliminatórias para a Copa”, concluiu o mandatário.

Veja os brasileiros vetados:

  • Thiago Silva (Chelsea)
  • Richarlison (Everton)
  • Raphinha (Leeds)
  • Alisson, Fabinho e Roberto Firmino (Liverpool)
  • Ederson e Gabriel Jesus (Manchester City)
  • Fred (Manchester United)
  • Éder Militão e Casemiro (Real Madrid)

Com: sbt.com.br