Protestos e tumulto marcam chegada de Dilma em Alagoas
Conteúdo publicado por Divulgação em: 17/08/2012 às 14:34h.
Compartilhe com mais pessoas

[singlepic id=7305 w=320 h=240 float=left]Um grupo de trabalhadores rurais de movimentos sem-terra, estudantes e servidores públicos federais bloqueou durante algumas horas da manhã desta sexta-feira (17) a rodovia BR-316, no município de Satuba, e a rodovia na AL-101 Sul, em Marechal Deodoro, na entrada do Polo José Aprígio Vilela, onde está marcada a inauguração da nova fábrica da Braskem com a presença da presidente Dilma Rousseff.

Os manifestantes queriam ter acesso à área da solenidade de inauguração para protestar na presença da presidente. Uma imensa fila de carros se formou no trecho. Houve confronto com agentes do Batalhão de Operações Especiais (Bope), que usaram balas de borracha de bomba de efeito moral para conter os ânimos.

Muitas autoridades, como os senadores Renan Calheiros e Benedito de Lira, ficaram “presas” no congestionamento e não conseguiam chegar ao evento, um dos mais importantes para economia local dos últimos anos.

O carro do presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas, Sebastião Costa Filho, foi atingido por objetos. Seguranças armados contiveram os manifestantes.

[singlepic id=7304 w=320 h=240 float=left]Segundo a assessoria da Polícia Rodoviária Federal (PRF), uma equipe foi ao local e o gerenciamento de crises foi acionado para negociar a liberação das duas rodovias, já que os veículos de autoridades e de outras pessoas que iriam participar da solenidade não conseguiam chegar ao polo.

A informação das lideranças do movimento é de que as pistas somente seriam liberadas depois que todos tivessem acesso à área em que a presidente vai estar. Eles estão com faixas com inscrições “Fora Dilma” e outras pedindo melhorias salariais para os servidores públicos.

A pista foi liberada por volta das onze horas após ação do Bope.

Fonte: CadaMinuto