Relatório final da CPMI é entregue ao Estado
Conteúdo publicado por Divulgação em: 13/09/2013 às 12:03h.
Compartilhe com mais pessoas

Alagoasemtemporeal

Membros da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI), responsável por analisar a omissão do Estado no enfrentamento à  violência contra a mulher no Brasil, participaram de uma reunião com o vice-governador, Thomaz Nonô, e secretários, na manhã desta sexta-feira (13). Durante o encontro, foi entregue o relatório final  da CPMI referente  ao comportamento abusivo em desfavor da mulher referente a Alagoas.

Na ocasião, a secretária de Estado da Mulher, Cidadania e dos Direitos Humanos, Katia Born, ressaltou que quase 20% dos municípios alagoanos já dispõem de um Conselho, Coordenadoria ou Secretaria da Mulher, que vem facilitando o encaminhamento dos inquéritos à Justiça. “Os resultados estamos começando a colher agora. Nunca se teve tanos inquéritos concluídos para encaminhar à justiça como nos últimos dois anos no estado. Então, recebo o relatório da CPMI com a ciência de que tenho mais missões para cumprir”, colocou Born.

De acordo com a secretária, uma das causas que conduziram aos dados de Alagoas  ter sido eleita o segundo estado com o mais elevado índice de violência contra a mulher,  apesar do avanço considerado,  seria um possível sentimento de piedade para com o companheiro.

“Esse lado, ainda, da mulher  de perdoar achando que vai recuperar o psicopata não deve existir. As pessoas têm que se proteger e o papel da Secretaria da Mulher é proteção, junto com as medidas protetivas da Justiça, do Ministério Público, da Defesa Pública. É preciso  cada vez mais que a sociedade participe fazendo denúncias”, disse  Kátia Born.