VIOLÊNCIA: Jovem é executado sumariamente nas proximidades de sua casa
Conteúdo publicado por Divulgação em: 21/05/2012 às 23:41h.
Compartilhe com mais pessoas

Por Redação

Noite de violência desgovernada na parte alta da cidade, jovem de 19 anos é executado sumariamente nas imediações da sua residência que fica localizada no Lot Wellington Torres, 52 – QD “H”.

Por volta das 20h30, o jovem José Tiago Lopes da Silva que era filho de José Olimpo Lopes da Silva e de dona Maria Luciene da Silva foi cruelmente assassinado por tiros de arma de fogo, que aparenta ter sido por pistola. A mãe relatou ainda meio atônita com acontecido, que estava sentada na calçada da casa com sua filha e a vítima, quando entrou em sua residência foi aí que repentinamente ouviu os disparos de tiros de arma de fogo e, assustada correu para ver o que era e chegando ao local sua filha anunciou que homens vieram e atiraram em direção ao seu irmão que já estava deitado e sagrando.

Populares tentaram socorrer a vítima o levando para a Santa Casa de Misericórdia, mas infelizmente a ação não promoveu tempo para que o jovem chegasse com vida e fosse salvo pelos médicos.

Os que estavam no local do assassinato não falaram muita coisa sobre o acontecido, isso porque são instigados pelo medo e também pela forma súbita que os algozes agem para realizar a sua “missão”. Alguns comentários eram superficiais e o que diziam era que tudo foi muito rápido e a correria era alarmante com gritos e alvoroços entre os que estavam por perto e os que iam passando.

A Policia Civil sob o comando do delegado Fernando Arthur, titular da delegacia de Anadia, e presta plantão na cidade, foi acionada e chegou ao hospital e fez os primeiros levantes de informações com a ajuda da mãe da vítima. As informações deverão ajudar nas investigações do caso.

As especulações dão conta de que o jovem era envolvido com roubos e furtos na região onde morava e não “aparentava” envolvimento com entorpecentes. Há alguns dias ele foi detido por motivo de porte ilegal de arma de fogo, e já possuía passagem pela policia, relata a mãe do jovem.

O IML (Instituto Médio Legal) foi acionado para pegar o corpo da vítima que passará por uma autópsia e será entregue a família para sepultamento logo em seguida.

[nggallery id=626]

Tags: